A troca de pelo sazonal nos cães pode ocorrer de duas a três vezes por ano, porém o
pelo cai por igual e nenhuma falha de pelo fica, quando aparecem, ou a queda fica mais
frequente pode significar algum problema. Também devemos levar em consideração a
qualidade do pelo, pelos opacos e quebradiços ou escassos podem ser sintomas de doenças.
A pele e pelagem vão refletir o estado interno do animal, por exemplo animais
desnutridos podem apresentar pelos opacos e de má qualidade. A nutrição do pelo e da pele é
em sua maioria interna, devemos tratar a pele principalmente de dentro para fora, só uma
pequena parcela dos problemas irão se resolver com cremes e tratamentos apenas externos.
Nos casos de Rottweiler e Pitbull as quedas patológicas geralmente estão ligadas a
fatores nutricionais ou ambientais. Os Rottweilers têm uma propensão a problemas
relacionados ao fungo, devido ao tipo de pêlo mais denso que possuem, com duas camadas
com pelo e subpelo. Se não forem escovados adequadamente o pelo morto se acumula,
ajudando a acumular a oleosidade normal da pele e predispondo a inflamação e consequente
queda de pelo e doenças secundárias.
O Pitbulls possuem um pelo diferente, mais curto, expondo mais facilmente a pele a
agentes externos que podem irritá-la, como sol, produtos químicos, mosquitos e até mesmo
superfícies abrasivas. Tendo frequentemente uma pele mais irritada e com isso ocasionando a
queda.
Outro fator importante para essas raças é o nutricional, por possuírem um intestino mais
sensível, frequentemente tem uma deficiência nutricional relacionada a dificuldade de absorção
de nutrientes da ração. Por isso a saúde intestinal dessas raças é muito importante, pois reflete
na barreira cutânea, que é a barreira que protege a pele dos agentes externos.
Para ter uma pele e pelo sempre saudáveis nessas raças precisamos focar na saúde
interna e externa. Primeiro precisamos garantir uma ração de boa qualidade rica em nutrientes
e quando necessário oferecer probióticos, prebióticos ou simbióticos para a saúde do intestino,
sempre com orientação veterinária. Garantir água fresca e limpa a vontade, pois um animal
hidratado terá uma pele bem hidratada.
Pensando ainda na parte interna, alguns animais mesmo bem alimentados, nutridos e
hidratados, tem uma dificuldade em absorver nutrientes da ração e nesses casos irão precisar
de suplementos orais, alguns precisaram de ômegas, outros vitaminas e outros a junção dos
dois, apenas o veterinário será capaz de orientar a melhor opção para cada animal.
Externamente, a escovação do pelo, respeitando o tipo de pelo, Rottweilers precisam de
um tipo de escova e os Pit outra, além de frequências de escovação diferentes. Para remover o
pelo morto e facilitar o nascimento do novo pelo e evitar o acúmulo de gordura. Usar produtos
para banhos específicos para cada tipo de pele, alguns animais precisam de shampoos para
controle de oleosidade, outros para peles secas e etc. Em alguns casos, principalmente no
inverno será necessário fazer a hidratação da pele, para repor a camada de nutrientes. No
inverno é comum a pele ficar mais seca e desnutrida externamente por conta do tempo.
Fora isso devemos levar em consideração algumas patologias, como sarna, que
também causará problemas de pele entre outras doenças. Sendo necessário acompanhamento
veterinário e tratamento. Qualquer patologia que cause inflamação na pele, seja diretamente ou
indiretamente vai levar a uma queda de pelo.
Bianca Bennati
Veterinária da SPet junto a Cobasi São Bernardo do Campo Faria Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Facebook
Instagram
WhatsApp chat